Como realizo a redistribuição de processos ao TRF3 no SAJ PG Tribunais?

Cliente: TJSP
Versão
: 20.3.0-0 | Publicação: 05/10/2020

Sempre que fosse enviar processos do SAJ PG ao Tribunal Regional Federal de 3ª Região (TRF3), o tribunal precisava extrair um arquivo (em formato XML) e enviá-lo por meio de um software ‘informal’ de transmissão (chamado de SoapUI), ou, ainda, em casos mais extremos, gravar estes processos em uma mídia física e transportar até o tribunal federal.

A partir da versão 20.3.0-0, o SAJ PG disponibiliza um novo módulo que permite a redistribuição de processos para a primeira instância (PG) do Tribunal Regional Federal de 3ª Região (TRF3) ou para qualquer outro órgão, utilizando o Modelo Nacional de Interoperabilidade (MNI) na versão 3.0.

A funcionalidade possui, de maneira geral, três módulos: um de configuração de conexão da integração, um de ajustes para envio de processos e um módulo de monitoramento para acompanhar os envios.

Neste material, iremos verificar como realizar a redistribuição de processos ao TRF3, acompanhe:

1. Com o Fluxo de trabalho aberto, selecione os processos que devem ser redistribuídos e clique na atividade Redistribuição via MNI. Pode ser necessário realizar uma autenticação antes de proceder com a atividade.

2. Ao clicar no botão, será aberta a tela Redistribuição para outro órgão, na qual são carregados todos os processos selecionados, juntamente com os dependentes e os seus apensos. Informe o órgão destino (1) e a localidade (2) para os quais os processos selecionados deverão ser redistribuídos.

redistribuicaomni01.png

3. Em seguida, informe a Competência (1), a Classe (2), e o Assunto (3) dos processos. Ao realizar o preenchimento dos campos, a tela irá apontar todos os erros de cadastro e de processo que estão impedindo a redistribuição e indicará a solução em cada caso (4).

redistribuicaomni02.png

Observação
As opções de seleção apresentadas em cada campo dependem da configuração realizada no Tribunal. Em caso de dúvida, consulte o suporte técnico local.


4. Após realizar todos os ajustes necessários, o botão Redistribuir será habilitado. Clique nele para que todos os processos configurados sejam redistribuídos ao órgão de destino, conforme as opções selecionadas para cada processo.

Pronto! Após redistribuir os processos, é possível monitor o envio, para análise e reenvio das remessas, caso seja necessário.

Saiba Mais
Leia nosso material e conheça a funcionalidade de monitoramento da redistribuição de processos para outros órgãos via MNI:
Como realizar o monitoramento de remessas redistribuídas via MNI ao TRF3 no SAJ PG Tribunais?


Créditos - Equipe SAJ Tribunais
Autoria: Leonardo Pires da Silva | Validação: Lilian Cristine Apolinário
Adequação e revisão: Josiele Rozales Ramis

Esse artigo foi útil?