Como digitalizo os mandados para oficial de justiça em processo físico no SAJ PG5?

Artigo elaborado com base na versão 1.9.1-24
Publicado em 17/06/2019

 

Já pensou em trabalhar com um sistema, que permite o cumprimento de tarefas de maneira ágil, fazendo com que você economize tempo?

Com o Sistema de Automação de Justiça, o SAJ, isso é possível. Tanto os oficiais de justiça como a coordenadoria de mandados poderão usufruir dessa ferramenta para realizar a distribuição de mandados de maneira digital.

Além de garantir agilidade e sustentabilidade, proporcionadas pela digitalização dos processos físicos, o que reduz drasticamente o uso de papel, o SAJ traz outras vantagens à sua rotina de trabalho, entre elas:

 

 

  • O trabalho remoto para os oficiais de justiça, desde que seja possível imprimir os mandados em casa e contanto que seja realizado o cadastro correto de dados nas certidões; isso economiza tempo com deslocamentos desnecessários, por exemplo, o retorno ao cartório para a devolução dos mandados.
  • A visualização dos autos do processo a qualquer momento, para sanar quaisquer dúvidas relacionadas ao trâmite processual.
  • A produção de documentos em lote, garantindo maior produtividade.
  • E a qualificação e atualização dos endereços, permitindo que o oficial evite diligências sem necessidade, uma vez que os documentos serão emitidos com o endereço correto das partes, tornando o trabalho mais eficaz e assertivo.

A digitalização do mandado é um procedimento realizado quando houver retorno positivo ou parcialmente positivo pelo oficial de justiça.

Acompanhe o passo a passo de como realizar esse procedimento:

1. Acesse o menu Andamento, submenu Fluxo de Trabalho. Ou clique diretamente no ícone do fluxo mceclip2.png.

imagem_1_destacado.png

2. Selecione o fluxo que deseja trabalhar. Na sequência, clique no subfluxo Mandado (item 1 da figura) e, então, na fila de trabalho Ag. Cumprimento pelo Oficial (item 2 da figura).

imagem_2_destacado.png

3. Observe que, no canto direito do fluxo, aparecem os processos da fila escolhida e, no topo, as atividades que podem ser realizadas com estes processos. Selecione um deles (item 1 da figura) e clique na atividade "Digitalizar Peças" (item 2 da figura), que é utilizada para a digitalização de mandados.

imagem_3_destacado.png

4. A Pasta Digital é aberta. Na escolha do documento a ser digitalizado, o tipo Comprovante de Entrega de Documento (item 1 da figura) é automaticamente selecionado, bem como a origem da digitalização Arquivo. Clique então no botão Digitalizar (item 2 da figura).

imagem_4_destaca.png

5. Na sequência, na tela de importação de arquivo, escolha o documento desejado e clique em Abrir.

imagem_5-desta.png

6. Note que, se o documento ainda não estiver digitalizado, selecione a origem "Scanner" (item 1 da figura) e clique em "Nova peça" (item 2 da figura) para digitalizá-lo.
imagem_6_destaca.png
 

 

Ao digitalizar a cópia de um mandado, é preciso escolher o tipo de documento "Comprovante de Entrega de Documento". Caso seja uma certidão, a opção adequada é "Certidões do Oficial de Justiça".

 

 

7. Na seção "Peças Aguardando Liberação" (item 1 da figura), selecione a peça que você acabou de adicionar (item 2 da figura), clique em "Salvar" e. em seguida, clique no botão  "Liberar nos autos digitais" (item 3 da figura). 

imagem_7_destacado_2_final.png

8. Na tela Liberar os Documentos nos Autos Digitais, selecione o seu certificado digital e clique em Liberar. Observe que o mandado digitalizado agora consta na seção Peças Liberadas. Por fim, clique em Fechar.

imagem_7_2.png

Sempre que precisar digitalizar um mandado, utilize esses procedimentos.

Créditos - Equipe SAJ Tribunais
Autoria: Clayton Gueiros da Silva
Adequação e revisão: Mônica Guarezi Rodrigues

Esse artigo foi útil?