O que é o Fluxo de Trabalho no SAJ Tribunais?

Artigo elaborado com base na versão 2.0.1-0

 

Vamos pensar da seguinte maneira: um processo físico é protocolado e distribuído para a vara competente. No cartório tem diversos armários espalhados por seu ambiente e cada nicho corresponde a uma fase do trâmite processual, divididos por prioridades. Exemplo: Concluso – Despacho Inicial, Concluso - Sentença.

 

O mesmo ocorre com as categorias de documentos, que tem compartimentos próprios e podem ter subdivisões de acordo com a fase do documento. Exemplo: Edital - Aguardando Emissão, Edital – Aguardando Publicação.

 

Seguindo essa lógica de trabalho, no intuito de gerenciar o trâmite do processo digital, temos o Fluxo de Trabalho (1) do SAJ PG5, onde os nichos dos cartórios são os subfluxos de trabalho (2) (Ofícios, Mandados, Audiências, Sentenças, etc.) e cada compartimento da estante corresponde a uma fila de trabalho (3) do respectivo fluxo de trabalho.

25.fluxo.img1.edt.png

 

Agora vamos conhecer um pouco mais sobre o Fluxo de Trabalho!

 

O fluxo possui diversos recursos e funcionalidades que contribuem com a celeridade no andamento processual e permitem que diversos trabalhos sejam executados de forma mais rápida e, muitas vezes, em lote.

Existem duas formas de acessar o Fluxo de Trabalho: pelo menu Andamento submenu Fluxo de Trabalho (1) ou pela Barra de Tarefas (2).

25.fluxo.img3.edt-crop.png25.fluxo.img2.edt-crop.png

 

Cada competência tem um fluxo de trabalho correspondente, permitindo o filtro pela área de atuação da Vara/Cartório, como por exemplo, Cível, Corregedoria, Criminal, entre outras.

Após a seleção da competência do fluxo, o sistema mostrará ao usuário os subfluxos de trabalho. Cada subfluxo é uma divisão do fluxo, que permite o agrupamento das filas de trabalho destinadas ao controle e gerenciamento de processos e documentos.

Os subfluxos são divididos em três grandes grupos:

  • Subfluxo de Processos: o processo digital vai se movimentar entre as filas de trabalho conforme o andamento processual. Podemos tomar como exemplo um processo quando chega do distribuidor: todas as petições iniciais que foram distribuídas serão apresentadas em uma fila específica do fluxo e à medida que o magistrado for realizando os encaminhamentos necessários do processo, este passará a outra fila de trabalho.  

25.fluxo.img4.edt.png

 

  • Subfluxo de Documentos: composto e estruturado por categorias, ou seja, cada tipo de documento emitido no sistema tramitará pelas filas correspondentes ao seu subfluxo. Assim, dentro de cada subfluxo de documentos, representados por categorias (ofício, carta, despacho, etc.), existem as respectivas filas de trabalho, que indicam a situação em que o documento elaborado se encontra, como por exemplo: aguardando assinatura do juiz – “Ag. Assinatura do Juiz”, aguardando cumprimento – “Ag. Cumprimento”, entre outras.
    Na Fila “Ag. Assinatura do Juiz”, por exemplo, encontram-se os documentos que estão prontos para serem revisados e assinados pelo Magistrado.

25.fluxo.img5.edt.png

 

  • Subfluxo de Petições Intermediárias: segue a mesma lógica dos outros subfluxos. Sua estrutura é representada por filas e cada uma delas indica o estágio em que se encontra a petição, desde seu cadastramento até sua juntada.

25.fluxo.img6.edt.png

 

Em resumo, o Fluxo de Trabalho é uma ferramenta essencial do SAJ, onde são agrupados subfluxos e filas de trabalho, permitindo a organização e acompanhamento dos trâmites processuais, assim facilitando o trabalho diário do usuário com os processos digitais.

 

 

Processos digitais sempre tramitam no Fluxo de Trabalho!

   

 

Conheça mais sobre a Fluxo de Trabalho acessando: 

Quais são as funcionalidades do Fluxo de Trabalho do SAJ Tribunais? 

Como funciona o Subfluxo de documentos no SAJ Tribunais? 

  

Créditos - Equipe SAJ Tribunais
Autoria: Aline Montagner Cervo
Adequação e revisão: Sandra Mazutti

Esse artigo foi útil?