Como inserir tarjas com cores indicativas em processos no SAJ MP?

Clientes: MPAC| MPAL| MPAM| MPMS| MPCE| MPSC
Versão: 5.0.3-0 | Atualizado em: 04/01/2020

O Sistema de Automação de Justiça possibilita a adição de tarjas coloridas em processos, assim que estes cadastrados, o que ajuda na sua identificação. 

Acompanhe neste artigo como inserir tarjas com cores indicativas em processos no SAJ MP. 

  

1. Localize o processo em que você deseja adicionar a tarja. Isto pode ser feito indicando seu número na seção de acesso rápido (1) ou por meio do Fluxo de Trabalho (2). 

blobid0.jpg

2. Na tela de cadastro do processo, clique no botão três-pontos(1) e, no menu que abre, na opção Incluir ou alterar as tarjas do processo (2). 

blobid1.jpg

3. Na tela Gerenciamento de Tarjas, selecione aquelas (1) que você acredita que ajudam a identificar melhor o processo e clique em Salvar (2). 

blobid2.jpg

Observação: existem tarjas que não podem ser selecionadas, visto que existe opção de marcá-las na tela de cadastro. Quando uma destas é escolhida, o sistema exibe um aviso informando que tal tarja não pode ser alterada, pois faz parte dos dados do processo. 

blobid3.jpg

4. Depois de salvar, o cadastro do processo ficará sinalizado com as tarjas escolhidas. 

blobid4.jpg

5. Configurando a coluna Tarja MP no Fluxo de Trabalho, você também pode visualizar as tarjas de cada processo, auxiliando na sua identificação. 

blobid5.jpg

Dica

Para saber mais sobre assunto relacionado acesse o artigo Como configurar colunas no SAJMP?

O uso de tarjas permite destacar processos específicos para melhor organização e visibilidade de suas demandas. Aproveite a funcionalidade sempre que necessário! 

Créditos - Equipe SAJ Ministérios Públicos
Autoria:
Ana Paula da Silva Santos
Validação:
 Giovany Itamaro
Adequação e revisão: Dariana Farias
Esse artigo foi útil?

Esta plataforma não é destinada à solicitação de suporte ou a informações sobre andamento de processos.
Solicitações de suporte devem ser encaminhadas à Softplan por meio dos canais oficiais.
Informações sobre andamento de processos devem ser encaminhadas a instituição ou responsáveis.